Terça-feira
16 de Julho de 2019 - 

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,75 3,75
EURO 4,22 4,22
LIBRA ES ... 4,69 4,69

Acusado de matar companheira é condenado a 30 anos de prisão

Filhos estavam em casa no momento do crime. Terminou no final da noite de ontem (11), o julgamento do economista Chateaubrian Bandeira Diniz Filho, acusado de matar a facadas a companheira Mariana Marcondes, em setembro de 2016 Ele foi condenado a 30 anos de reclusão, em regime fechado, por homicídio com quatro qualificadoras.Os jurados entenderam que  o crime foi praticado por motivo torpe, meio cruel, recurso que impossibilitou a defesa da vítima e por sua condição de mulher, o que caracterizou o feminicídio.   Em sua decisão a juíza Marcela Raia de Sant’Anna, do 1º Tribunal do Júri destaca que o acusado praticou crime gravíssimo, “cometido com o emprego de dezenove facadas, na presença dos filhos menores do casal, em contexto de violência doméstica e familiar”. A magistrada completa sua sentença lembrando que o acusado já havia sido condenado por crime anterior contra a mesma vítima, evidenciando assim sua periculosidade concreta e a necessidade da prisão para acautelar o meio social, garantindo-se a ordem pública.     Processo nº 0004580-58.2016.8.26.0052       (texto) / AC (foto) imprensatj@tjsp.jus.br
10/07/2019 (00:00)
Visitas no site:  90855
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.