Terça-feira
16 de Julho de 2019 - 

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,75 3,75
EURO 4,22 4,22
LIBRA ES ... 4,69 4,69

Maior central de mandados do país recebe nova juíza corregedora em reunião de trabalho

Os Oficiais de Justiça da Seção Administrativa de Distribuição de Mandados do Fórum Criminal da Barra Funda foram apresentados a nova Juíza Corregedora, Dra. Cynthia Torres Cristófaro, na última sexta-feira (5/7), através de reunião de trabalho no Complexo Judiciário Ministro Mário Guimarães.   O evento, organizado pela própria juíza e seus auxiliares, contou com a presença de representantes do DICOGE, SPI, COPOM e VARA DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA. A diretora da AOJESP, Marilda Lace, participou ativamente da reunião. O intuito do encontro, segundo a juíza que assumiu a SADM-BF no último mês de junho, foi o de buscar uma aproximação com os 165 de Oficiais de Justiça e com os canais de suporte do TJSP. Além disso, promover orientações sobre a forma de cumprimento de alguns tipos de mandados, sanar dúvidas e aprimorar o trabalho, reconhecidamente, hercúleo desses servidores, na movimentação da maior central de mandados do país. De acordo com os números da movimentação judiciária referente a março de 2019, o Fórum Criminal da Barra Funda teve 191.353 feitos em andamento, sendo 15.026 precatórias e realizou 4.529 audiências. Dados do próprio SAJ indicam a distribuição de aproximadamente 240.000 mandados em 2018 (média de 20.000 mandados mensais). São realizados cerca de 1.100 plantões em plenários do júri anuais. Dos mandados de réus presos, que são sempre urgentes e correspondem a praticamente 1/3 da demanda, foram 7.202 distribuídos só no mês de maio de 2019.   A juíza demonstrou preocupação com a saúde e integridade dos Oficiais de Justiça, tendo solicitado que todos os seus subordinados preenchessem uma ficha médica com indicação de doenças pré-existentes, telefones emergenciais de parentes e indicação de eventual plano de saúde para socorro imediato em caso de necessidade. A integridade dos Oficiais de Justiça foi um dos temas abordados pelo representante da Polícia Militar, Tenente Morato, que se prontificou a interceder junto aos Comandantes de Batalhões Regionais quando houver necessidade de auxílio em diligências mais complexas, que requeiram apoio policial. A Juíza da Vara de Violência Doméstica, Elaine Cristina Monteiro Cavalcante, apresentou um panorama da Violência Doméstica no mundo e abordou aspectos práticos em relação ao cumprimento de medidas protetivas expedidas nos plantões. Renata Germano, da SPI, se comprometeu em buscar soluções a persos problemas apresentados em relação ao SAJ, inclusive sobre a liberação de acesso aos processos de Júri e senha menos restrita em caso de processos de segredo de Justiça da Vara de Violência Doméstica, dentre outros. Ao final do encontro, após orientações práticas sobre mandados e certidões, Dra. Cynthia agradeceu a participação massiva dos Oficiais de Justiça e se dispôs a estreitar os canais de comunicação através da Comissão dos Oficiais de Justiça da Barra Funda que foi bastante elogiada durante o evento. De acordo com a diretora da AOJESP, Marilda Lace, “foi uma iniciativa que deve ser replicada por outras centrais de mandado. Só ouvindo os servidores e os juízes que conseguiremos aprimorar o nosso trabalho. Dessa forma, poderemos reavaliar alguns conceitos e posicionamentos do dia a dia”, afirmou.
Visitas no site:  90920
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.